Dicas infalíveis para combinar um vinhos com receitas clássicas da culinária.

No artigo de hoje a Optimus importadora dará dicas de como harmonizar pratos clássicos . Confira!

A harmonização busca criar um equilíbrio entre o vinho e a refeição. Existem infinitas possibilidades de combinar a bebida com diferentes tipos de comida. Pode parecer uma tarefa difícil mas harmonizar pode ser simples. Além de receitas mais elaboradas e sofisticadas, pratos do dia a dia também rendem excelentes combinações com vinho. Separamos algumas dicas para você não errar na hora de degustar um vinho com a comida do seu cotidiano.

PRATOS COM PEIXES – Não adianta. Vinho tinto não combina com peixe, exceto por raríssimas exceções (como alguns tintos mais leves junto com bacalhau, por exemplo). O tanino dos tintos junto com o peixe cria um sabor metálico na boca. Então, se seu prato tem peixe, para não errar, vá de vinho branco ou espumante.

PRATOS COM FRANGO – A maioria dos tintos costuma ser muito pesada para acompanhar a leveza da carne de frango. Para poder colocar um tinto ao lado de um prato de frango, é preciso um molho acompanhando. Novamente, brancos e espumantes se darão muito melhor aqui.

PRATOS COM CARNE – Nesse caso, quem se dá mal são os brancos. A maioria não suporta a proteína e a gordura. Aí, vá de tinto. Quanto mais gordurosa a carne, mais taninos ela pede.

PRATOS DE MASSA E PIZZA – Aqui, o tipo de molho conta muito, mas tintos leves vão bem com molho vermelho, por exemplo. Molhos mais sutis, com queijo suave, podem acompanhar brancos. O mesmo raciocínio vale para as pizzas, em que as variações são inúmeras, assim como com os risotos.

SALADAS, QUEIJOS EM GERAL E APERITIVOS – Espumantes vão muito bem com essa turma toda. Brancos bem frescos também.

Gostou da nossa dica? Claro né! Conte sempre a Optimus Importadora, uma empresa que é especialista e conhecedora do mercado e qualidade de Vinhos. Atualmente presente nos principais estados do país, em restaurantes e lojas especializadas. Contamos com uma grande rede de representantes e distribuidores em cada região.

Fonte: Revista Adega

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *